quarta-feira, julho 04, 2018

TUDO SOBRE A 8ª FESTA JUNINA SOLIDÁRIA

Nos dias 14 e 15 de Julho acontece a tradicional Festa Junina Solidária em prol do Grupo da Solidariedade e para você que está perdido, aqui vai umas dicas:

1) A Festa Junina acontece no dia 14 de Julho a partir das 18 horas na Rua João Pereira de Resende, bairro Novo Santo Antônio em Araxá/MG. A rua se localiza acima do Campo de Futebol do Vila Nova. Segue o mapa:

 


2) Durante a Festa Junina venderemos Churrasquinho, Caldo de Feijão e de Mandioca, Cachorro-Quente, Canjica Doce, Milho-Verde, Maçã-do-Amor e Batata no Pote! E ainda: pescaria e quadrilha.

3) A entrada é gratuita. 

4) O show será com Jhon & Vitor que voluntariamente alegrarão nossa noite.

5) A Festa Junina se encerra às 23 horas.

6) No domingo teremos o Almoço Beneficente como continuação da festa. O prato escolhido foi Feijoada! Serviremos marmitex e no local.

7) Venderemos no local. Também venderemos suco natural de laranja.

8) No domingo também teremos show ao vivo com Marco Cardoso e também teremos exibição do Final da Copa do Mundo no telão.

9) A 8ª Festa Junina Solidária tem o apoio da TV Integração através do Circuito Junino, e também do Instituto Foco. Agradecemos desde já os patrocinadores deste grande evento:
  • Espetinho Juninho E Fabi;
  • Drogaria Entrefarma Santo Antônio: (34) 3691-7540/3691-7542;
  • Sindicato dos Bancários Araxá e Região (34) 3662-3011;
  • Casa das Antenas: (34) 3662-6772;
  • Mirian Confecção e Bordado: (34)  3661-8020;
  • Biscoito Minas: (34) 98878-7147;
  • FOX Informática e Cartuchos: (34) 3611-9115;
  • Fernanda Presentes: (34) 3664-6202;
  • Formiga's Bolos e Doces: (34) 98812-5752;
  • DaLori: (34) 98885-0028;
  • Implant Quality: (34) 3661-8673;
  • Copy&tudo Papelaria: (34) 3664-1626;
  • Casa da Pamonha: (34) 3661-5525;
  • Sacolão Branco: (34) 3662-5483.
10) Todo o dinheiro arrecado será em prol dos projetos realizados pelo Grupo da Solidariedade.

Confira o banner com todas as informações:



continue lendo TUDO SOBRE A 8ª FESTA JUNINA SOLIDÁRIA

sexta-feira, junho 22, 2018

Cozinha do Bem

Nas manhãs de sábado, o Grupo da Solidariedade através dos voluntários Silvia Fontoura e Igor Torres, realiza a Cozinha do Bem.




O projeto ensina as meninas assistidas pela ONG à cozinhar de forma saudável e também noções básicas de estética e higiene pessoal.

A cozinha do bem também ensina às meninas a comer de forma mais natural, dispensando a maioria dos produtos industrializados vendidos e consumidos de forma exagerada, e da "dependência" do uso da carne na alimentação diária.

Além disso, as crianças também conversam sobre o dia-a-dia, buscando assim encontrar e resolver os problemas cotidianos, como os conflitos em casa e também na escola.

Assista ao vídeo da semana para saber mais:



Venha conhecer nosso trabalho!
continue lendo Cozinha do Bem

domingo, junho 10, 2018

sexta-feira, junho 08, 2018

PROJETO RECICRIANDO



O Projeto Recicriando é um novo projeto do Grupo da Solidariedade patrocinado pelo Fundo da Criança e do Adolescente (FIA) através do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA), em Araxá/MG.


O recurso foi repassado ao Grupo da Solidariedade às demais entidades nesta quarta-feira (07/06) com a presença dos representantes das entidades e da Prefeitura de Araxá/MG:




O objetivo do Projeto é reunir a comunidade escolar e dos bairros para pensar e planejar ações que promovam a sustentabilidade na escola e na comunidade.

Recicriando conta com uma equipe multidisciplinar, entre eles psicóloga, assistente social, monitores e instrutores de áreas diversas. O conteúdo abrange atividades em artesanato em reciclagem, manuzeio com plantas e compostagem, reaproveitamento de reciclados e também oferece um lanche aos participantes.


Nesta semana, entrevistamos o voluntários do projeto Edmilson e Luciene, dando continuidade às entrevistas previstas para o mês de Junho no Canal Solidariedade. Assista:



O projeto é gratuito! As vagas estão abertas!
continue lendo PROJETO RECICRIANDO

sexta-feira, junho 01, 2018

MEDITAÇÃO como fazer, REIKI o que é!?

"Segundo a OMS, a o Transtorno de ansiedade é uma das doenças que mais cresce no mundo todo, atualmente um terço da população global sofre com algum nível desse mal."

A meditação, o reiki e as demais terapias são trabalhadas pelo Grupo da Solidariedade todas às terças-feiras na nossa sede (Rua João Pereira de Resende 188) em Araxá/MG.

A voluntária Andrea Pewawi é terapeuta corporal e bioenergética, e atende também no seu Espaço Matricaria localizado na Rua José Afonso Teixeira 315 em Araxá/MG. Marque seu horário pelo telefone (34) 99959-1779.

Aprenda como meditar e sobre as demais terapias com Andrea Pewawi:



Se inscreva no nosso canal!
continue lendo MEDITAÇÃO como fazer, REIKI o que é!?

terça-feira, maio 29, 2018

segunda-feira, maio 28, 2018

Terapia Bordado Solidário

Segunda-feira é dia de bordado!

Toda segunda-feira às 14 horas o Grupo da Solidariedade se reúne para a confecção de bordados. A confecção é realizada em casa de amigas e o resultado é doado para as famílias carentes.

A iniciativa também serve de terapia e conversa fraterna para as senhoras, uma vez que algumas delas não há como se locomover para outros locais.

Confira o vídeo da semana sobre o Bordado Solidário com a voluntária Zizi:



Veja algumas fotos:



Faça-nos uma visita!
continue lendo Terapia Bordado Solidário

terça-feira, maio 22, 2018

quinta-feira, maio 17, 2018

PODE SER ABUSO: descubra os sinais


Durante toda a semana deste mês de maio (14 a 18 de Maio) traremos como pauta o Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

E hoje vamos entender sobre alguns sinais que podem indicar que a criança e/ou o adolescente está sofrendo algum tipo de Abuso.

A matéria é da Fundação Abrinq.



Abuso sexual é crime, denuncie! Disque 100. A ligação é gratuita e anônima. Se preferir, denuncie no Conselho Tutelar ou nas delegacias da sua cidade.
continue lendo PODE SER ABUSO: descubra os sinais

quarta-feira, maio 16, 2018

O QUE É ABUSO?

O que é abuso sexual infantil?
O abuso sexual infantil é uma forma de violência devastadora, pois muitas vezes ocorre em conjunto com outras violações dos direitos da criança e do adolescente, tais como o abuso psicológico, a agressão física, negligência, humilhação e até mesmo o atentado contra a vida, saúde e integridade das vítimas.
Quando ocorre, independentemente da frequência, pode deixar sequelas por muito tempo no desenvolvimento físico e emocional de quem é atingido, comprometendo sua vida e interação social em mais de um aspecto.
Existem duas principais formas de violência sexual, sendo uma delas o abuso sexual, e a segunda a exploração sexual de menores, com finalidades de ganho financeiro.
É possível entender o abuso sexual infantil como qualquer ato ou relação sexual que busque estimular ou entrar em contato com a sexualidade da criança ou adolescente, para estímulo, prazer ou satisfação sexual de adultos.
Para ser considerado abuso sexual infantil, no entanto, não é preciso existir somente o contato físico ou a relação sexual em si: carícias inadequadas, chamadas telefônicas obscenas, mensagens de texto, imagens ou interação digital sexualizada, expor-se a uma criança ou adolescente, relação ou estimulação sexual ou qualquer outra conduta sexual prejudicial ao bem-estar mental, emocional ou físico de uma criança, são consideradas abuso, portanto, crimes previstos em Lei.
Também no entendimento legal, não é considerada válida nenhuma forma de consentimento entre as partes nestes casos, pois tratam-se de menores de idade, sendo o adulto, em sua função de proteger e impedir situações deste tipo, sempre o responsável pelo crime.
As dinâmicas que cercam o abuso sexual infantil muitas vezes são complexas, pois envolvem relações de poder, autoridade e até manipulação por parte de adultos; o que faz, muitas vezes, com que este tipo de violência permaneça oculto e em segredo, de forma que a própria criança é impedida ou não consegue expor e denunciar o fato.
Por isso, toda informação que esclareça a sociedade e todos os grupos de convívio mais próximo das crianças a este respeito é de extrema utilidade para que os casos de abuso sejam identificados, e que a infância e adolescência seja amparada da melhor forma possível nestas ocasiões.
Abuso sexual é crime, denuncie! Disque 100. A ligação é gratuita e anônima. Se preferir, denuncie no Conselho Tutelar ou nas delegacias da sua cidade.
continue lendo O QUE É ABUSO?

terça-feira, maio 15, 2018

Semana de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes



Com o objetivo de mobilizar a sociedade brasileira e convocá-la para o engajamento contra a violação dos direitos sexuais de crianças e adolescentes, 18 de maio foi estabelecido como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Apenas no ano de 2014 foram registradas 24.575 denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes no Brasil. Desses casos, 19.165 foram de abuso e 5.410 de exploração sexual infantil. 

Dados como esses, divulgados pelo Disque Direitos Humanos, evidenciam como é importante combater essa realidade. E maio é o mês dessa luta. 

Por que 18 de maio?
Neste dia, em 1973, uma menina de 8 anos, de Vitória (ES), foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada. Seu corpo apareceu seis dias depois, carbonizado e os seus agressores nunca foram punidos. 
Com a repercussão do caso, e forte mobilização do movimento em defesa dos direitos das crianças e adolescentes, 18 de maio foi instituído como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Desde então, esse se tornou o dia para que a população brasileira se una e se manifeste contra esse tipo de violência. 

O que é violência sexual?
É a situação em que a criança ou o adolescente é usado para o prazer sexual de uma pessoa mais velha. Ou seja, qualquer ação de interesse sexual, consumado ou não.

É uma violação dos direitos sexuais das crianças e adolescentes, porque abusa ou explora do corpo e da sexualidade, seja pela força ou outra forma de coerção, ao envolver crianças e adolescentes em atividades sexuais impróprias à sua idade, ou ao seu desenvolvimento físico, psicológico e social. 

Abuso x Exploração
A violência sexual pode ocorrer de duas formas distintas. Abuso sexual é qualquer forma de contato e interação sexual entre um adulto e uma criança ou adolescente, em que o adulto, que possui uma posição de autoridade ou poder, utiliza-se dessa condição para sua própria estimulação sexual, da criança ou adolescente, ou ainda de terceiros, podendo ocorrer com ou sem contato físico. 

Já a exploração se caracteriza pela utilização sexual de crianças e adolescentes com a intenção de lucro, seja financeiro ou de qualquer outra espécie. São quatro formas em que ocorre a exploração sexual: em redes de prostituição, pornografia, redes de tráfico e turismo sexual. 

Prevenção
A melhor maneira de se combater a violência sexual contra crianças e adolescentes é a prevenção. É necessário um trabalho informativo junto aos pais e responsáveis, a sensibilização da população em geral, e dos profissionais das áreas de educação e jurídica, com a identificação de crianças e adolescentes em situação de risco, e o acompanhamento da vítima e do agressor. 

Denuncie
Além da prevenção, o combate a essa realidade exige que os casos sejam denunciados. Portanto, se souber de algum caso de violência sexual infantil, procure o conselho tutelar, delegacias especializadas, polícias militar, federal ou rodoviária e ligue para o Disque Denúncia Nacional, de número 100. 


Matéria retirada do site: 

https://www.fadc.org.br/noticias/113:18-de-maio-o-dia-nacional-de-combate-ao-abuso-e-a-exploracao-sexual-contra-criancas-e-adolescentes
continue lendo Semana de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

segunda-feira, janeiro 01, 2018

FOTOS

Todas as fotos foram extraídas da nossa página no Facebook.
A reprodução destas em outro canal de comunicação são proibidas sem a permissão do Grupo da Solidariedade.
continue lendo FOTOS